CUIABÁ

SAÚDE

Sala de situação vai monitorar varíola dos macacos no país

Publicado em

SAÚDE

O Ministério da Saúde criou uma sala de situação para monitorar o cenário da varíola dos macacos – vírus Monkeypox – no Brasil. A medida, anunciada pela pasta na noite desta segunda-feira (23), tem como objetivo elaborar um plano de ação para o rastreamento de casos suspeitos e na definição do diagnóstico clínico e laboratorial para a doença.

“Até o momento, não há notificação de casos suspeitos da doença no país. A pasta encaminhou aos estados um comunicado de risco sobre a patologia, com orientações aos profissionais de saúde e informações disponíveis até o momento sobre a doença”, informou o Ministério da Saúde, em nota.

Assista na TV Brasil

A vigilância de doenças com potencial para emergência em saúde pública é monitorada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs Nacional), que atua de forma permanente, detectando informações 24 horas por dia.

A varíola dos macacos é uma doença viral endêmica no continente Africano, com transmissibilidade moderada entre humanos. 

No último sábado, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações constituiu, em caráter consultivo, uma Câmara Técnica Temporária de pesquisa chamada Câmara Pox MCTI, para acompanhar os desdobramentos científicos sobre o vírus Monkeypox, conhecido como varíola dos macacos. 

Leia Também:  Covid-19: Brasil registra 63 mortes e 24 mil casos em 24 horas

A medida de vigilância científica com consulta a especialistas é necessária, segundo o órgão, diante de casos de infecção registrados em países como Portugal, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos, em maio deste ano.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Covid-19: Brasil registra 74,5 mil casos e 396 mortes em 24 horas

Publicados

em

O Brasil registrou, em 24 horas, 74,5 mil novos casos de covid-19 e 396 mortes pela doença, informa o levantamento diário feito pelo Ministério da Saúde.

Desde o início da pandemia, o país acumula 32,6 milhões de casos confirmados da doença e 672,4 mil mortes registradas. Os casos de pacientes recuperados somam 31 milhões (95,2% dos casos).

O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados (5,7 milhões) e de mortes (171,2 mil). Em seguida estão Minas Gerais (3,6 milhões de casos e 62,2 mil óbitos); Paraná (2,6 milhões de casos e 43,8 mil óbitos) e Rio Grande do Sul (2,5 milhões de casos e 40,1 mil óbitos).

Boletim epidemiológico da covid-19 Boletim epidemiológico da covid-19

Boletim epidemiológico da covid-19 – Ministério da Saúde

Vacinação 

Conforme o “vacinômetro” do Ministério da Saúde, 450,7 milhões de doses de vacinas contra contra a covid-19 já foram aplicadas, sendo 177,4 milhões, primeira dose; 157,7 milhões, segunda dose, além de 95,2 milhões de doses de reforço e de 10,9 milhões da quarta dose ou segunda de reforço.

Leia Também:  Campanha busca eliminar preconceitos em relação à obesidade

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA