CUIABÁ

MUNDO

Sobe para 1.030 o número de mortos por terremoto no Afeganistão

Publicado em

MUNDO

source
Autoridades locais afirmam que mesquitas, lojas e casas foram destruídas
Reprodução: Facebook / Bakhtar News Agency

Autoridades locais afirmam que mesquitas, lojas e casas foram destruídas

Subiu para 1.030 mortos o terremoto de magnitude 6,1 na escala Richter que atingiu o sudeste do Afeganistão na madrugada desta quarta-feira (22). O número pode ser maior e deve aumentar, uma vez que há vilarejos afetados que ficam em áreas remotas, de difícil acesso. Até o momento, foram registrados também mais de 1.500 feridos. Autoridades locais afirmam que mesquitas, lojas e casas foram destruídas, segundo a Bakhtar News Agency, a agência oficial de notícias estatal do governo afegão.

De acordo com o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o tremor aconteceu a 10 quilômetros de profundidade, por volta das 1h30, em uma área perto fronteira com o Paquistão. Danos ou vítimas no país vizinho não foram relatados. O terremoto foi sentido em várias províncias da região, assim como na capital, Cabul.

O Afeganistão registra terremotos com frequência, em particular na região de Hindu Kush, que fica entre o Afeganistão e o Paquistão, na união das placas tectônicas eurasiática e indiana. As catástrofes podem ser devastadoras devido à pouca resistência das casas rurais afegãs. Em outubro de 2015, um terremoto de magnitude 7,5 na escala Richter, que atingiu as montanhas de Hindu Kush, deixou mais de 380 mortos nos dois países. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG .

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Guerra: prefeito de Sloviansk pede que civis fujam após ataque russo

Publicados

em

Prefeito de Sloviansk pede para civis fugirem após ataque russo
Ansa

Prefeito de Sloviansk pede para civis fugirem após ataque russo

O prefeito de Sloviansk, Vadim Lyakh, fez um apelo nesta terça-feira (5) para os moradores fugirem da cidade no sudeste da Ucrânia  após as tropas russas intensificarem os bombardeios na região.

“É importante evacuar o maior número possível de pessoas”, disse Lyakh em entrevista à Reuters, segundo o “The Guardian”.

De acordo com o prefeito, “144 pessoas, incluindo 20 crianças, fugiram hoje” de Sloviansk, um dos principais centros populacionais de Donetsk ainda sob controle da Ucrânia.

Hoje, um bombardeio russo atingiu um mercado local e deixou pelo menos dois mortos e sete feridos. No último domingo, seis civis já haviam sido mortos e 15 ficaram feridos em outro ataque das tropas de Moscou.


Segundo Lyakh, Sloviansk está sob fogo pesado do Exército russo há dias. “Bombardeio maciço da cidade. No centro, no norte. Todos nos abrigos antiaéreos”, escreveu ele no Facebook, acusando a Rússia de usar munições proibidas por tratador internacionais.

Após a queda de Lysychansk no domingo, as forças russas avançaram para oeste e dirigiram-se para esta cidade de cerca de 100 mil habitantes antes da guerra.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA