CUIABÁ

ECONOMIA

PIX: 47% dos usuários não configurou limite noturno; saiba como fazer

Publicado em

ECONOMIA

source
Quase metade dos usuários não configurou limite noturno do Pix
Ilustração

Quase metade dos usuários não configurou limite noturno do Pix

Embora as instituições financeiras tenham lançado mecanismos para limitar o valores transacionados pelo Pix , quase metade (47%) dos usuários dos meios de pagamento ainda não configurou novos valores para suas transferências no sistema. Os dados são da pesquisa C6 Bank/Ipec, que ouviu dois mil brasileiros das classes A, B e C com acesso à internet.

Em outubro do ano passado, diante do aumento de casos de sequestro, roubo e fraudes bancárias , o Banco Central (BC) editou uma instrução normativa para que o cliente pudesse alterar os limites das transações por meio dos canais de atendimento eletrônico das instituições financeiras. No entanto, os aumentos serão efetivados de 24 horas a 48 horas depois do pedido.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

De acordo com os dados da pesquisa, mais de 70% dos entrevistados sabem que é possível ajustar os limites máximos. De acordo com a pesquisa, 36% já definiram novos valores para suas transferências com Pix, 6% fizeram esse ajuste para apenas um dos bancos que usam, e 12% responderam que não se lembram.

Leia Também:  Demanda inesperada de acessos derruba site do Banco Central

“O ideal é que as pessoas ajustem os limites diário e noturno de transações com Pix para o menor valor possível, de acordo com seus gastos diários”, afirma José Luiz Santana, chefe da área de cibersegurança do C6 Bank: “Assim elas ganham mais segurança no app e controle nos gastos, sem perder em praticidade no dia a dia”.

A definição de novos limites para pagamentos pode ser feita pelo próprio cliente diretamente no aplicativo do banco. Na maioria dos aplicativos bancários, o usuário deve entrar na aba de Pix e buscar por “Limite” ou “Ajustar Limites”. Dependendo da plataforma, é possível ajustar os valores para pagamentos e transações noturnas.

Dependendo das condições da instituição financeira, quando alguém pede para mudar esse limite, o novo valor só passa a valer depois de 24 horas — ou no próximo dia útil, no caso de sextas-feiras ou vésperas de feriado.

Fraudes

A pesquisa também mostrou que quase 30% dos entrevistados disseram que outra pessoa já tentou fazer compras ou contratar serviços em seu nome .

Leia Também:  Banco Bmg leva multa milionária por fazer ligações de telemarketing

Uma das principais recomendações para se proteger de fraudes desse tipo é usar senhas seguras tanto nos aplicativos de bancos quanto nos marketplaces. Outra recomendação é que as pessoas não gravem os dados do cartão nos e-commerces e, de preferência, utilizem o cartão virtual na hora das compras on-line.

“O cartão virtual é mais seguro para fazer compras online, pois o código de verificação utilizado para validar a transação é trocado periodicamente. Assim, fica mais difícil fraudar esses dados. Além disso, em caso de perda ou furto do cartão físico, o cliente pode continuar usando o virtual”, explica Santana.

Passo a passo para alterar o limite do Pix:

  • – Entre no app do banco
  • – Procure a opção “Pix”
  • – Busque a alternativa de gerenciar limites por valor e horários
  • – Ele deve ser ajustado na hora
  • – Para aumentar novamente o limite do Pix, os bancos costumam solicitar prazo de 24 horas a 48 horas

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Auxílio Caminhoneiro: pagamento inicia hoje; confira valor e datas

Publicados

em

Auxílio caminhoneiros já está disponível nesta terça-feira (9)
Reprodução: ACidade ON

Auxílio caminhoneiros já está disponível nesta terça-feira (9)

Nesta terça-feira, (9) o Auxílio Caminhoneiro começa a ser pago pela Caixa Econômica Federal. Referente a julho e agosto, o valor de R$ 2.000 será depositado nas contas de poupança social digital dos motoristas de carga autônomos, e estará disponível para movimentação pelo aplicativo do Caixa Tem. 

O Benefício Emergencial aos Transportadores Autônomos de Carga, ou BEm Caminhoneiro, é previsto para até dezembro deste ano e se formou a por conta do drástico aumento de preço dos combustíveis no último semestre. A medida foi concedida por meio Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Eleitoral.

Não será necessária a apresentação de nenhum comprovante de compra de combustíveis ou de número de veículos que os motoristas possuírem para receber o auxílio. Nos próximos meses, o valor do benefício será de R$ 1000 e será pago mensalmente. 

O valor estará disponível para saque por 90 dias. Após o período, o dinheiro será retornado para as contas federais caso não tenha sido movimentado. 

Leia Também:  Amazon é notificada pelo Procon após fazer promoção sem querer

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Quem tem direito ao benefício?

Poderão ter acesso ao auxílio transportadores autônomos de cargas cadastrados no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) até 31 de maio de 2022 e com carteira de habilitação válida. O MEI Caminhoneiro também poderá receber o benefício desde que também tenha se registrado até a data prevista. 

Para a consulta da possibilidade de saque do benefício pode-se consultar o site do Governo Federal, onde há uma seção para  taxistas e uma para caminhoneiros

O pagamento será revisado mensalmente pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Ministério do Trabalho e Previdência (MTP) terá acesso a situação do trabalhador para confirmar se o mesmo está com a profissão “ativa” no RNTR-C.

Leia Também:  "Fazer arte no Brasil virou ato de resistência", diz Lorena Lourenço

Para regulamentar sua situação, esteja ela “pendente” ou “suspensa”, basta regularizar o registro na ANTT e habilitar para receber as parcelas a partir da data da regularização. Aquele que se regularizou após a data inicial terá direito penas as parcelas que não tenham sido pagas.

Os taxistas também poderam sacar seu benefício dia 16 de agosto desde que estejam com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida e alvará para prestação do serviço cadastrado nas prefeituras em funcionamento até o dia 31 de maio de 2022.

Calendário de pagamentos para caminhoneiros

  • 1ª e 2ª parcelas – 9 de agosto – R$ 2.000
  • 3ª parcela – 24 de setembro – R$ 1.000
  • 4ª parcela – 22 de outubro – R$ 1.000
  • 5ª parcela – 26 de novembro – R$ 1.000
  • 6ª parcela – 17 de dezembro – R$ 1.000

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA