CUIABÁ

ECONOMIA

McPicanha, Whopper e Leite Moça: Veja as justificativas das empresas

Publicado em

ECONOMIA

source
Novos McPicanha não têm picanha
Reprodução/YouTube – 20.04.2022

Novos McPicanha não têm picanha

Parece, mas não é. A forma de exposição nas prateleiras e nas embalagens de alguns produtos McDonald’s, Burger King e Leite Moça/Nestlé viralizou nas redes sociais nos últimos dias. Ao apresentarem os famosos McPicanha e Whopper Costela, lanches que não têm os cortes das carnes indicadas na composição dos seus hambúrgueres, as redes de fast food viraram alvo do Ministério da Justiça e do Procon.

No caso do leite condensado, uma nova versão mais econômica do produto, também virou motivo de críticas de internautas que apontaram para “mistura láctea condensada de leite, soro de leite e amido” no produto indicado para fazer pudim e outras guloseimas.

Em alguns casos a informação até está na embalagem, mas para boa parte dos consumidores não há clareza suficiente. Veja o que diz as empresas:

McDonald’s

O McDonald’s admitiu que, na sua nova linha de sanduíches chamada McPicanha, não havia picanha na composição do hambúrguer. E sim, segundo a rede, “molho com aroma natural de picanha”. A falta da carne que dá nome ao sanduíche foi alvo de indignação de consumidores nas redes sociais.

A empresa explicou ainda que batizou o McPicanha por causa do sabor do molho e após a polêmica retirou o produto do cardápio, e diz analisar os próximos passos.

Leia Também:  Proposta permite renegociação de dívidas de pequenas empresas com Pronampe

Nota na íntegra:

A rede esclarece que a plataforma recém-lançada denominada “Novos McPicanha” tem esse nome justamente para proporcionar uma nova experiência ao consumidor, ao oferecer sanduíches inéditos desenvolvidos com um sabor mais acentuado de churrasco. Para isso, os lançamentos trazem a novidade do exclusivo molho sabor picanha (com aroma natural de picanha), uma nova apresentação e um hambúrguer diferente em composição e em tamanho (100% carne bovina, produzido com um blend de cortes selecionados e no maior tamanho oferecido pela rede atualmente). Lamentamos que a comunicação criada sobre os novos produtos possa ter gerado dúvidas e informamos que haverá novas peças destacando a composição dos sanduíches de maneira mais clara.

Burger King

Já a rede de fast food Burger King informou que vai trocar o nome do seu sanduíche ‘Whopper Costela’ para ‘Whopper Paleta Suína’. A exemplo do McPicanha, do rival McDonald´s, o hambúrguer não continha a carne indicada no primeiro nome.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Em nota, o Burger King informou que a marca “foi notificada e irá prestar os esclarecimentos solicitados” ao Procon.

Nestlé

O leite condensado da marca Nestlé ganhou uma versão mais econômica: “Mistura láctea condensada de leite, soro de leite e amido”. No site, a empresa afirma que é uma opção para substituir o leite condensado com economia. No entanto, as diferenças visuais entre os novos lácteos e os produtos já marcantes na memória do consumidor são mínimas.

A Nestlé afirmou que o produto “é uma alternativa ao leite condensado com menor desembolso para as famílias brasileiras que querem continuar preparando suas receitas sem abrir mão da segurança do resultado e da qualidade” da marca.

Nota:

A embalagem de Moça® Pra Toda a Família é diferente dos outros itens do portfólio de Moça®, tem cor marsala e consta a identificação “mistura láctea condensada”. Além disso, é única embalagem da linha que conta com a imagem de uma receita no painel frontal –o pudim, uma das receitas mais produzidas dentro dos lares brasileiros. No site da Nestlé são disponibilizadas diversas opções de preparo, incluindo o pudim.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

BNDES lança edital de seleção de startups de impacto socioambiental

Publicados

em

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o consórcio AWL, formado pelas aceleradoras Artemisia, Wayra e Liga Ventures, lançaram hoje (24) a chamada para o ciclo 2022 do BNDES Garagem – Negócios de Impacto.

Até 24 de junho, estão abertas as inscrições para os dois estágios do programa: criação (focado no desenvolvimento de novos negócios de impacto socioambiental) e tração (para ganho de escala de startups). Poderão se inscrever empreendimentos que tenham como foco ideias ou projetos relacionados à solução de problemas sociais e/ou ambientais.

No estágio de criação, o programa irá selecionar até 20 empreendedores ou startups de impacto e, no tração, até 25 startups de impacto com faturamento inferior a R$ 16 milhões que já estejam operando e tenham um produto desenvolvido e ofertado no mercado.

Serão priorizados negócios que visam a oferecer soluções nas áreas de educação e empregabilidade; inclusão e educação financeira; saúde e bem-estar; cidades sustentáveis e cidadania; e meio ambiente e economia circular. Negócios em outras áreas também podem se inscrever e ser selecionados. As inscrições podem ser feitas por meio de formulário eletrônico, disponíveis no site do BNDES Garagem.

Leia Também:  Veja as novidades na declaração do Imposto de Renda em 2022

Segundo o banco de fomento, os empreendimentos participantes do programa terão, entre outros benefícios, acesso à capacitação em competências necessárias ao desenvolvimento de um negócio inovador de impacto; mentorias com funcionários do BNDES, executivos experientes e especialistas; e conexões com empresas, investidores e outros atores da área de inovação. O programa é gratuito para todos os participantes e será conduzido de forma híbrida (online e presencial).

De acordo com o diretor de Participações, Mercado de Capitais, Reestruturações e Crédito Indireto do BNDES, Bruno Laskowsky, essa nova chamada do BNDES Garagem confirma o sucesso da iniciativa e reforça a preocupação do banco em promover cada vez mais o desenvolvimento sustentável.

“No primeiro ciclo do Garagem, ocorrido ao longo de 2021, aceleramos empreendedores e startups de impacto de todas as regiões do Brasil que trouxeram soluções para desafios sociais e ambientais, estimulando o ecossistema do empreendedorismo e transformando positivamente a vida dos brasileiros. Para este novo ciclo, continuamos com a intenção genuína de gerar impacto positivo na sociedade e ampliamos o rol de soluções que consideramos prioritárias. A vertente de educação, por exemplo, incorporou novos desafios relacionados à empregabilidade para que todo conhecimento gerado por meio de conteúdos educacionais possa ser revertido na inserção de cada vez mais pessoas no mercado de trabalho”, disse, em nota, Laskowsky.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre ordens judicias contra empresas suspeitas de fraudes em licitações

A previsão é que o programa divulgue a lista de selecionados para o estágio Tração em 15 de agosto e a do estágio Criação, em 12 de setembro.

Edição: Graça Adjuto

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA